Notícias

Acompanhe as novidades da Foz do Rio Doce

Atualizado quinta-feira, 28 de novembro de 2019

OS ÍNDIOS BOTOCUDOS

Conheça um pouco da história dos primeiros habitantes da foz do Rio Doce


No início, os únicos habitantes eram os índios botocudos, embora recentes estudos arqueológicos mostrem antes a presença dos tupinambás (povo indígena brasileiro do século XVI).

Pertencentes à grande nação Gê, os botocudos foram assim apelidados pelos brancos em função do costume do uso de botoques, discos brancos feitos de madeira leve como a barriguda que usavam nas orelhas e nos lábios — Estudos do arqueólogo João Luiz Teixeira.

Nos dias atuais, infelizmente não encontram-se índios andando pelas ruas de Povoação, mas os costumes e tradições são bem enraizadas na cultura local. Podemos citar como características deste legado indígena: algumas pessoas em Povoação, por exemplo possuem uma aparência física bem identificada com os habitantes daquela época. A culinária é bem rica, temos: A farinha de mandioca, beiju, canjica e a saborosa moqueca de peixe e camarão.

Além da culinária, alguns artefatos até hoje fazem parte da rotina de alguns pescadores, entre eles estão: A fabricação de jiquis (artefato de pesca do camarão) o transporte de canoa e bote.

Visite o museu histórico de Povoação “Mestre Vicente Sabino”, localizado no CIC (Centro de integração comunitário) e conheça também essas e outras histórias.

 

Compartilhar:
FINCADA DE MASTRO EM REGÊNCIA

Regência

FINCADA DE MASTRO EM REGÊNCIA

AGRICULTORES DE DEGREDO CULTIVAM PITAYA

Degredo

AGRICULTORES DE DEGREDO CULTIVAM PITAYA

PRETO PIRES - UM ARTISTA QUE INSPIRA.

Pontal do Ipiranga

PRETO PIRES - UM ARTISTA QUE INSPIRA.

Anunciante

Receba nossas Newsletters

Contatos

Telefone(s)

+55 27 99732-9788 - Regência
+55 27 99981-4075 - Povoação
+55 27 99740-1610 - Degredo
+55 27 99781-7283 - Pontal